Páginas

domingo, 9 de janeiro de 2011

ANSIEDADE NOSSA DE CADA DIA...

Postagem 2
Em 1º de dezembro de 2010 publicamos o primeiro artigo da coluna “Ansiedade Nossa de Cada Dia...”, com uma proposta de publicação periódica de técnicas para lidar melhor com a ansiedade.

Para aqueles que desejarem obter maiores esclarecimentos sobre o tema “Ansiedade”, sugerimos a leitura do artigo inaugural deste blog, publicado em 30 de julho de 2010.

Na postagem 1 de “Ansiedade Nossa de Cada Dia...” ensinamos a técnica da respiração diafragmática. Hoje, a técnica que iremos apresentar para combater a ansiedade é de origem milenar. Estamos falando da arte da meditação.

Daniel Goleman, um PhD em Psicologia, que foi articulista do The New York Times, editor da revista Psychology Today e escreveu vários livros de sucesso, como “Inteligência Emocional” e “A Arte da Meditação”, realizou pesquisas científicas que comprovam a eficácia da meditação no alívio da ansiedade.

No livro “A Arte da Meditação”, Goleman relata os benefícios da meditação e ensina várias técnicas para meditar.

Goleman inicia narrando que na década de 1970 esteve na Índia, onde conheceu vários iogues hindus, lamas tibetanos e monges budistas e ficou impressionado com a cordialidade descontraída, o desapego e a vivacidade desses homens e mulheres nas mais diferentes situações.

Ao retornar à Harvard, onde era professor, Goleman descobriu que um colega (Gary Schwartz) havia começado a pesquisar os efeitos benéficos da meditação sobre a saúde. Goleman, decidiu realizar uma pesquisa científica sobre a relação entre a meditação e o estresse e teve Gary Schwartz como seu orientador.

As descobertas de Goleman foram bastante positivas, pois a meditação proporciona ao corpo repouso, enquanto mantém a mente alerta. Isso faz baixar a pressão sanguínea e diminuir o ritmo do coração, ajudando o corpo a se recuperar do estado de estresse ou ansiedade.

No livro “A Arte da Meditação”, Goleman nos apresenta quatro técnicas diferentes de meditação. Todas eficazes no combate aos sintomas de ansiedade. No post de hoje, vamos apresentar a primeira delas. As demais serão apresentadas em posts posteriores deste periódico (Ansiedade Nossa de Cada Dia...). Vejamos:

Meditar Respirando
Para fazer esta primeira meditação, procure uma posição confortável, mas não confortável demais, para não correr o risco de adormecer. Desaperte o cinto e use roupas folgadas. Não é preciso sentar-se numa posição de ioga para meditar: basta uma cadeira de espaldar reto e firme, ou qualquer lugar em que você possa sentar-se confortavelmente com as costas apoiadas.

Sente-se numa posição ereta, mas relaxada. Mantenha a cabeça, o pescoço e a coluna vertebral alinhados, como se um grande balão de gás estivesse puxando sua cabeça para o alto. Manter a cabeça ereta ajuda a mente a permanecer alerta, o que é uma condição essencial na meditação.

Feche os olhos e mantenha-os fechados até o final da meditação... Muito bem, vamos começar...

Comece prestando atenção na sua respiração, no fluxo natural do ar que entra e sai por suas narinas, ou no seu ventre que sobe quando você inspira e desce quando expira.

Observe todas as sensações ligadas à sua respiração... o movimento do ar... o calor... tudo o que você sentir...

Não procure controlar a respiração... respire naturalmente prestando atenção ao ar que entra e sai...

Se a respiração estiver superficial, deixe-a ficar assim. Se ela for mais rápida ou mais lenta, deixe-a ficar do jeito que está... a própria respiração se regula...

Enquanto medita, você só precisa prestar atenção na respiração... quando você perceber que sua mente dispersou, traga-a suavemente de volta para a respiração. Durante essa meditação, os pensamentos, os planos, as lembranças, os sons, as sensações, tudo o que for diferente da sua respiração será considerado uma distração. Livre-se desses pensamentos. Tudo o que vier à sua mente desviando a atenção da respiração é, a partir de agora, uma distração.

Não se preocupe nem se culpe se sua mente se distrair com outros pensamentos... isso é natural. Cada vez que isso acontecer, basta trazer suavemente o foco da atenção para sua respiração...

Tente prestar atenção em cada respiração durante todo o tempo que ela durar: toda a inspiração, toda a expiração...

Para ajudar sua mente a se concentrar na respiração, repita em silêncio uma palavra para cada inspiração e para cada expiração: se você se concentrar no ar que entra e sai das narinas diga em sua mente “dentro” para a inspiração e “fora” para a expiração. Se a concentração estiver no movimento de seu ventre, diga em silêncio “subindo” para a inspiração e “descendo” para a expiração.

Faça com que essas palavras sejam como uma suave música de fundo em sua mente... um murmúrio bem leve... Preste atenção no que você sente ao respirar, e não apenas na mera repetição das palavras.

Tome consciência de cada inspiração e de cada expiração...

Quando sua mente for ocupada por outros pensamentos, traga-a suavemente de volta para a sua respiração...

Deixe a respiração seguir seu ritmo natural... Se ela for superficial ou profunda, lenta ou rápida, não interfira em seu ritmo... basta prestar atenção nela...

Observe toda a inspiração... toda a expiração... dentro... fora... subindo... descendo...

Mantenha sua atenção em alerta...

Dentro... fora... subindo... descendo...

Observe cada respiração... toda a respiração...

Cada vez que sua mente se afastar da respiração, traga-a suavemente de volta...

Agora, pare um pouco... observe seu corpo... veja como ele se sente... como você se sente...

Quando quiser, abra os olhos...


FONTES:

"A Arte da Meditação" de Daniel Goleman.
www.danielgoleman.info




***Atenção: Quando este blog atingir o número de 100 seguidores faremos um sorteio comemorativo, onde o prêmio será o livro “A Arte da Meditação”, de Daniel Goleman. O livro acompanha um CD, assim o vencedor terá a chance de meditar também ouvindo o CD.




KARINA ALECRIM BESSA

4 comentários:

Denise disse...

Legal essa técnica para meditação, é bem simples, portanto ao alcance de todos. É importante o cuidado do nosso corpo, pois ele é a ferramenta do nosso aprendizado. Além do relaxamento, é necessário tb meditarmos com o objetivo de nos melhorarmos. É outro tipo de meditação, mas tb bastante útil. Te convido para visitar meu blog. Saudações.

Lívia Azzi disse...

Dicas valiosas, Karina!

Estou lendo inteligência emocional, é bem interessante. Ta aí uma boa sugestão para minha próxima leitura desse autor.

Um beijo!

Dani Magalhães disse...

Oi Karina, tudo bem? Parabéns pelo seu blog. Ele é fantástico!!!
Li as três matérias sobre a ansiedade e vou praticar os exercícios. Ansiedade sempre foi um dos meus maiores problemas...
Obrigada pela visita no meu blog, pelas suas palavras...
Estou te seguindo e com certeza sempre irei te visitar!
Grande beijo,
Dani

Marli Borges disse...

Oi Karina, gostei muito do texto. É incríel essa arte da meditação!
Bjssssssssss